Reativando o blog…

Depois de quase extinto por problemas pessoais, volto à ativa com o blog. Além das críticas, também colocarei notícias relacionadas e claros, críticas com as mesmas, até para mudar um pouco a forma do blog. Em breve, mais temas sobre a saúde no Brasil…

Anúncios

As emergências dos hospitais particulares e o SUS

Não é muita novidade para quem é usuário do SUS a situação das emergências dos principais hospitais públicos…

Mas emergências de hospitais particulares não estão mais dando conta do contingente de pessoas que vêm frequentando o que teoricamente deveria ser melhor em todos os sentidos que os SUS, visto toda a problemática existente. Acontece praticamente a mesma coisa: a pessoa chega, preenche os dados, coma  diferença que tem que esperar o digníssimo plano aprovar o pedido ou não (se não aprovar já era…). Caso seja aprovado, a pessoa vai esperar, no mínimo umas horas, sim algumas muitas horas!!!!

Mas espera, a pessoa não paga o plano pra justamente não ter que passar por isso?

O que acontece amigos é simples: os planos de saúde não querem investir em qualidade de atendimento, porque querem lucrar, afinal de contas são empresas, por isso que sempre fui contra a saúde privada!!!!!!! E olha que já utilizei de seus serviços, muitos deles excelentes, mas em outros aspectos tão ou até mais deficientes que os públicos… até porque se for para analisar como uma empresa que presta serviços, eles estão violando os direitos do consumidor que está pagando, ou seja errando em mais um ponto!

Saúde é coisa séria, não é, nunca foi e não pode ser mercadoria… porque a vida das pessoas NÃO TEM PREÇO!!!!!

isso é o neoliberalismo querendo  bem estar das pessoas não é?

http://oglobo.globo.com/rio/mat/2009/02/07/dificuldade-para-marcar-consultas-superlota-emergencias-de-hospitais-particulares-754312149.asp

temos motivos para comemorar? sós e for o fim do capitalismo…

Como lidar com a morte…

Ah, eu queria escrever este post há muito tempo… mas depois de um ano confuso, paradoxo e cansativo, passei as férias e o carnaval todinho só na rua, viajando e outras coisitas mais…

Quando era pequena , numa aula de ciências aprendi que a gente nasce, cresce, reproduz, envelhece e morre… hoje em dia até reproduzir e envelhecer não estão mais necessariamente nessa ordem… Mas e morrer? O que acontece? tem gente que acha que morre e o corpo se decompoe e acabou, gente que acha que vai pra um lugar bonito ao lado de Deus, ao lado de 70 e sei lá quantas virgens, que vai reencarnar… cada um com sua teoria. Hoje em dia prefiro acreditar que , infelizmente, morreu acabou. Até hoje, não sei lidar com a morte, ainda mais quando é com pessoas queridas.

O livro do Drauzio Varela, Por um fio, relata um pouco dessa experência um pouco agoniante, intrigante, revoltante…

num trecho do livro , ele fala que a morte é a ausência definitiva e conta como foi lidar com ela nos tempos de acadêmico e médico, inclusive contando experiência na vida dele. ( livro excelente !)

Na faculdade de medicina, não nos ensinam a lidar com a morte… nos ensinam a ser frios, pensar no paciente mais como algo , um órgão ou sistema com defeito do que alguém que precisa de ajuda e de um diagnóstico , tratamento, algo para tentar seguir e melhorar sua qualidade de vida; mesmo que às vezes alguns professores nos falem o contrário e isso faça pensar que as coisas estão mudando… a medicina ortodoxa ainda tem suas raízes fincadas em cada profissional que a exerce…

Imagina pra um profissional da área , que desde a faculdade a qual aprendeu a ser frio e racional, ter que lidar com alguém querido naquela situação, e passar meses convivendo com aquilo…será que nessa hora ele vai conseguir ser frio e racional como lhe foi ensinado? Na faculdade nos ensinam a não criar nenhuma relação pessoal com o mesmo, não tentar criar intimidade nenhuma , por questões éticas. Mas e quando seu parente está lá???????? Você vai fazer o quê? Pensar friamente enquanto o mesmo agoniza? Tentar “melhorar a qualidade de vida” dele,  minimizar seu sofrimento???????

Não , eu não sei lidar com a morte nesses casos, talvez nem queira saber…

p.s: esse post poderia ser um pouco maior, mas o tempo não me permite…

próximo post penso em uma crítica às emergências da rede particular que estão ficando tão ruins quanto as públicas… o capitalismo neoliberal agradece , como sempre.

Saindo um pouco do objetivo… Meme

Hoje vou tentar sair um pouco da rotina deste blog, porque um amigo meu,  o Marcelo Martins cujo blog é interessantíssimo -o idéias e etc- (cujo link a analfa aqui não consegue colocar, mas também dane-se pois tem o link no canto direito da minha página principal…) me convidou para participar de uma “brincadeira” mas vou avisando que não vou sair fazendo qualquer brincadeira, corrente ou o raio que o parta em meu blog, abri essa exceção porque eu vou poder falar da saúde (ainda bem)…

Então , o esquema é :

1) Linkar a pessoa que te indicou.
2) Escrever as regras do meme em seu blog.
3) Contar 5 coisas aleatórias sobre você.
4) Indicar mais 5 pessoas e colocar os links no final do post.
5) Deixe a pessoa saber que você a indicou, deixando um comentário para ela.
6) Deixe os indicados saberem quando você publicar seu post.

(estou pensando seriamente em burlar a regra 4 rsss)

Falando sobre a autora desse humilde blog, ou seja , eu mesma (rss)…

Não lembro exatamente da primeira vez que botei o pé numa biblioteca… mas duas em especial foram importantes para a minha formação… a biblioteca estadual Anísio Teixeira, no campo de são bento em Niterói … essa eu ia sempre com a minha vó…( aliás vó obrigada por tudo…) e lia altas coisas enqto procurava material para os malditos, porém produtivos trabalhos escolares… a primeira vez q entrei nela acho que eu tinha uns 7 anos… e a biblioteca colégio onde cursei o ensino fundamental, na época 1º grau ( é… tô véia rsss), lá foi que eu comecei a ter gosto pela leitura elia uns 2 , 3 livros por semana, frenenticamente..

Eu e os esportes rsss

Sempre gostei de esportes, no colégio comecei fazendo a escolinha de basquete, onde aprendi a lidar com a bola gigante rss, depois fui pro volêi, handbol e futebol, esses dois últimos eu era goleira, sei lá nego cismava que eu sabia agarrar… no meu prédio  eu era a goleira, e acabei gostando do posto… jogar bola no prédio sempre dava problema , porque não tinha espaço para tal no mesmo… lembro do dia que eu quebrei o braço jogando futebol, o pulso ( para a galera da área quebrei mais ou menos a região do processo estilóide da ulna rsss)… foi um mês sem fazre quase nadafiquei bem triste rsss… e o esporte me rendeu algumas medalhas como de 3 lugar em revezamento na escola, 2 de basquete também, primeiro de queimado também na escola e uma de ouro no handbol , onde tava no gol , pra variar rsss…

A paixão pela medicina

Bom, isso eu tava na 7 série ( ou 8º ano do fundamental hj né rsss)… eu sempre gostei de ciências e uma vez numa aula sobre o sistema cardíaco ( numa visão bem simplista da coisa) eu vi que o coração não era só onde a gente guarda as pessoas que mais ama, mas que ele era um órgão vital e interessante de estudar… eu queria fazer biologia na época, mas a opção mudou rapidamente após essa aula e após um dez que eu tirei nessa porva sobre o sist cardiovascular ( agora vou estuda ele pra valer esse semestre rsss), sendo que anos mais tarde acabei fazendo biologia primeiro e medicina agora rsss. À medida que os anos foram se passando a paixão pela memsa foi aumentando como é até hj, fiz biologia porque tava no 4 anos de vestibular desesperada pra passar e havia passado pra biologia e fui fazer… conheci gente muito legal, alguns que tenho contato até hoje e estudei um pouco da mesma que é interessante, mas a medicina falou mais alto e depois de dois anos de faculdade, sendo que no 4 período havia mudado pra biomedicina… no anos eguinte larguei tudo fiz vestibular denovo e aqui estou eu… fazendo medicina… ( nuna desisti do sonho, apenas dei um passo pra trás pra dar dois pra frente…)
A dança do ventre

Ahhh, eu fiz rsss … numa fase que coincidiu com asegunda facul( sim porque Direito foi a primeirta tá? rsss ), uma fase de auto-conhecimento que a gente tá começando os vinte e faz muita coisa rsss eu entrei para aula… me descobri lá, porque a dança do ventre tem tudo a ver comigo, independente de ser descendente de árabe e , atenção meninas… NÃO DÁ BARRIGA CARAMBA!!!! Isso é mito pq a minha era lisaaaaaaa rsss e afina a cintura que é uma beleza…fiz por 3 meses, parei e 2 anos depois, ano retrasado fiz por um mês e parei… quero voltar, mas o financeiro não deixa… de vez enqdo boto uma musiquinha e fico rodando pela casa com o véu que eu usava nas aulas … um dia ainda termino, me formo e faço apresentaçãoes e participar de campeonatos…

Por último…

sim , sou esquerdista, quase anarquista e dá pra perceber lendo este blog… onde detono a saúde privada que explora sim o contribuinte nessa lógica capitalista insana onda saúde virou negócio e o paciente um meio de obter lucro… aqui no Brasil só não tá pior que nos EUA, onde a pessoa é rejeitada pelo plano de saúde porque o IMC ( índice de massa corpórea) ou passou do limite ou nem chegou ao mesmo…sendo que muitas das vezes, o que ultrapassou simplesmente viveu sua vida na lógica capitalista do consumo…comprar , comer o que é mais rápido , gostoso , calórico, com altos níveis de colesterol que o fizeram ficar doente e precisar do plano; assim como o magro que muitas vezes segue a tendência de emagrecer para seguir a tendência atual, acabando por ficar anoréxico, bulímico, anêmico e podendo morrer, assim como no caso anterior…(óbvio que temos outros fatores que podem influenciar como a genética, mas o capitalismo, e principalmente o neo liberalismo, como smepre prejudicando a vida do ser humano que deveria ser mais importante… enquanto eu viver e exercer a medicina, tentarei lutar para oferecer qualidade de vida aos que me por mim forem cuidados… isso não vai ser simplesmente uma mera promessa de formatura… viva a luta! ( porque eu não desisto tão fácil assim)

E COMO EU NÃO GOSTO MUITO DE SEGUIR CERTAS REGRAS, VOU QUEBRAR ISSO AQUI

quem ler este humilde blog e por acaso, se interessar em participar da brincadeira, que assim o faça, ou seja, tá liberado pra qualquer um participar

let´s break the rules somtimes 😉 (quebrando as regras)

e isso foi um pouco da minha vida… o blog voltará ao normal em alguns posts rsss

O ano da “polêmica” na saúde… parte final

E eu encerro a retrospectiva com a questão da nova cartilha do governo federal sobre drogas, cartilha essa que mais uma vez, causou polêmica … a cartilha em questão não foi publicada ainda. Ela teria conteúdo dando informações aos usuários de drogas como usar seringas descartáveis, tomar isotônicos para os usuários de ecxtasy, usar canudos descartáveis e não compartilhar para usuários de cocaína e crack… Fora que ela teria um “conteúdo” inapropriado com orientações para homossexuais. Eu vi um video da página do UOL que mostravam a cartilhas para algumas pessoas na rua, mas eram em sua maioria pessoas mais velhas, ou seja a reportagem foi totalmente tendenciosa a ser contra  cartilha… Primeiro luga quem criticou a cartilha esqueceu das drogas como o álcool e o cigarro e duvido que dos que criticam não tenha nenhum que seja, pelo menso viciado em cigarro, que não consiga ficar sem… se fosse assim porque não acabar com o comercial de mulheres semi-nuas estimulando o consumo de bebidas ou mesmo comerciais onde todos são felizes bebendo em bares? Por que nãoa cabar com a venda de cigarros, uma indústria gigante que comcerteza não está preocupada com a saúde do consumidor e sim que ele cada vez mais compre o produto, assim com as indústrias de bebidas alcoólicas? Todo mundo já tá careca de saber que não se deve usar drogas, suas consequências , problemas pelo uso… O ministério da saúde tem milhares de catilhas sobre isso, mas o consumo não diminuiu. Que a droga financia o tráfico e a violência também todo mundo já tá cansado de saber, mas o que as pessoas se esquecem é que o usuário está dependendte da droga e não vai ser um apelo de que ele estaria financiando o tráfico que vai fazer ele parar. A dependência química não vai sumir com uma simples chantagem emocional, ela depende da escolha do usuário em parar e colaborar para que ele possa se livrar … O que o Ministério fez foi uma redução de riscos, posi estes usuários acabam sofrendo consequências pelo uso e pelo mau uso ( risco de contrair, AIDS, outras DSTs e infecções), que os levam ao hospitais também , não só por overdoses… e isso é custo para o governo, logo, se orientar o mesmo, o risco dele vir a contrair uma doença diminui … se ele vai parar depois ou não é escolha dele… a medicina jamais deve impor nada ao paciente, até pq ele tem liberdade de escolha, vivemos numa democracia e não numa ditadura, mas ainda há pessoas que acham que todos devem ser controlados pelo Estado repressor, principalmente os saudosistas hipócritas da época da ditadura… segue o vídeo com algumas imagens da cartilha e as “moças” aterrorizadas com seu conteúdo:

http://mais.uol.com.br/view/1575mnadmj5c/nova-cartilha-do-min-da-saude-provoca-polemica-no-df-04023270D4A13326?types=A&

e esse foi o último blog do ano, espero que este blog continue por muitos anos, contando um pouco mais sobre a saúde no Brasil, Não só pública como privada… Um feliz ano novo!!!!!!!!!

O ano da “polêmica” na saúde… parte III

Agora outro assunto que também foi polêmica, e vai ser por um bom tempo é o aborto… Mais uma vez , a Igreja Católica, que acha que pode se meter em qualquer coisa, entrou criticando com o velho argumento da preservação da vida… E desde quando eles sabem onde começa a vida? Isso nem foi definido ainda… Para muitos como eu, um punhado de blastocistos (as células-tronco!) não signifique vida propriamente dita…Eu posso ter exagerado o tom, mas vamos combinar que o principal objetivo da legalização do aborto não é discutir de onde quando é vida propriamente dita ou não… São várias mulheres que morrem devidos aos abortos ilegais, principalmente as mais pobres, poisas que têm condições conseguem fazer em clínicas, ou seja pessoas de classe média e classe alta ( e a Igreja Católica tem nessa classe sua maioria , engraçado né…como diz o ditado, no dos outros é refresco…). Os abortos nunca vão deixar de existir, mesmo com as clínicas ilegais… um aborto mal feito pode desde deixar a mulher estéril até a morte ( até mesmo por infecção hospitalar)… legalização do aborto é questão de saúde pública…

http://www.fsp.usp.br/SCHOR.HTM

e continua a retrospectiva…

O ano da “polêmica” na saúde… (retrospectiva 2008) – parte II

Depois da dengue e da febre amarela, também tivemos a polêmica com as células-tronco embrionárias, as pesquisas que a igreja sataniza … depois de muita polêmica, finalmente foi aprovada a pesquisa… de acordo com a lei de biossegurança, lei essa que trata mais de OGM ( organismos genéticamente modificados – vulgo trangênicos), os embriões utilizados serão aqueles de fertilização in vitro , pois pra esse tipo de procedimento, são utilizados mais de um óvulo e espermatozóide, logo os embriões que sobram são congelados… segue o artigo da lei que fala sobre as pesquisas

“Art. 5o É permitida, para fins de pesquisa e terapia, a utilização de células-tronco embrionárias obtidas de embriões humanos produzidos por fertilização in vitro e não utilizados no respectivo procedimento, atendidas as seguintes condições:I – sejam embriões inviáveis; ou, II – sejam embriões congelados há 3 (três) anos ou mais, na data da publicação desta Lei, ou que, já congelados na data da publicação desta Lei, depois de completarem 3 (três) anos, contados a partir da data de congelamento.”


A igreja, principalmente a Católica fez um estardalhaço até o fim… nesse link abaixo, o leitor pode conferir as baboseiras que a representante da CNBB soltou, e no final ver os dois primeiros comentários fantásticos. Teve um comentário que diz queas células tronco embrionárias não estariam dando certo…

http://blog.ibdd.org.br/2008/04/18/pesquisa-com-celulas-tronco-e-aprovada-pelo-cns/

Afinald e contas caro leitor, o que são células-tronco?

São células com capacidade de se renovar e de se diferenciar em várias outras células. Basicamente são dosi tipo: as embrionárias( as imaculadas pelo Catolicismo) e as adultas. As embrionárias são obtidas do blastocisto (embrião em sua fase inicial), e as células adultas, obtidas de várias partes do corpo, posi têm a capacidade de renovar e regenerar tecidos danificados. Esse último tipo têm sido usado com sucesso em pesquisas com humanos…
e vamos seguindo de tópico em tópico…

(até dia 31 eu acabo isso …)